Imagem da internet

 

O Antigo Testamento, histórias de pão, azeite e vinho!

 

A bíblia está recheada de histórias de refeições e banquetes; faz referência a manjares exuberantes, mas na descrição das receitas, os redatores pouparam-se na escrita… detalhes sobre a preparação dos petisco e sabores da época são escassos.

 

No centro do estilo de vida cristã e judaica, marcado pelas culturas de leste e oeste, encontramos as duas refeições principais, o almoço e o jantar muitas vezes apregoado como a refeição do por-do-sol; a primeira é marcada pelo encontro da família ao meio dia e a refeição do fim da tarde é o encontro com os convidados.

 

No Antigo Testamento são muitas as referências a ossos mas num sentido mais figurativo como imagem de um destino fatal; quanto aos restos de cozinha e de plantas, das diversas descrições correntes depreende-se que a base da alimentação seria pão, azeite e vinho!

 

O vinho é usado principalmente para interromper a fermentação da água da chuva acumulada nos reservatórios e destinada ao consumo próprio.  

 

O azeite é necessário para o cuidado corporal, sendo usado como creme hidratante e ao mesmo tempo para acompanhar o pão cozido nos fornos de barro!

 

O pão é servido em todas as refeições e a farinha para o mesmo preparada sempre com o moinho manual na altura da cozedura do pão. Nas casas mais ricas o trabalho da moagem é realizado por escravas.

 

O forno de cozedura não se alterou desde há mais de 3000 anos, ainda hoje construído da mesma forma: na forma de um vulcão em barro, na parte interna um canto para o fogo em lume brando e em cima um buraco de ventilação;  quando a chama se apaga a massa do pão em forma de pão sírio é jogada contra a parede interna do forno e quando está cozido o pão cai para as cinzas…

 

Depois é só limpar um pouco, das cinzas incomodativas, e o pão é consumido partido em pedaços e demolhado numa pasta de lentilhas, grão ou mesmo feijão, aromatizada com azeite, vinagre, sal e ervas aromáticas; outros talheres ou utensílios não eram usado na cozinha! Só a partir do século IX encontramos indicações sobre o uso de tachos e panelas… será mesmo?

 

Quanto à carne, voltaremos mais tarde, estava reservada para dois ou três eventos anuais, peregrinações, em refeições de gratidão aos deuses ou quando havia visitas mesmo muito importantes… de referência, e normalmente eram os convidados, convidados a matar eles próprios os animais da refeição!

 

Le chef

(MyFoodStreet-visita a página)

Segue-nos aqui... o teu LIKE... o nosso obrigado!

 

Deixa o teu comentário! Obrigado!

 

Pub

 

Pub

 

Pub

Pub

Pub